Tudo que você precisa saber sobre potências.

Ao contrário do que muitos pensam, a potência do motor não pode ser medida, mas calculada através de uma conta onde se multiplica o torque e a rotação do motor.

Funciona da seguinte forma: torque e rotação devem ser medidos ao mesmo tempo para examinar em qual faixa de rotação temos o maior torque juntamente com a maior rotação possível, já que para chegarmos a um resultado alto, devemos achar os maiores números possíveis a serem multiplicados.

O dinamômetro é o aparelho usado para realizar essa medição, ele cria uma força inversa a rotação da roda, com base nessa força ele é capaz de calcular a força que o veículo pode fazer, que é denominado de torque. A potência indicada, a de atrito e a efetiva são os três tipos que um motor a combustão interna gera. Confira a seguir o que significa cada uma delas. O motor converte energia química em energia térmica e energia térmica em energia mecânica, quando a energia química entra no motor, ele a processa e produz um trabalho que é denominado potência indicada, ela é medida na cabeça do pistão.

A potência de atrito é toda a energia que o motor produz e ele mesmo gasta. Mas, como assim ele mesmo gasta? Vamos explicar. Para que o motor trabalhe ele possui algumas partes móveis, algumas delas são impulsionadas ou tracionadas pelo próprio motor, por consequência, uma parte da energia produzida é usada em seu próprio funcionamento. Um exemplo é o sistema de lubrificação, em que a bomba de óleo é tracionada pelo motor.

A potência efetiva é aquela mencionada pelas montadoras nas especificações técnicas do veículo, por exemplo, 160 cavalos de potência. Ela é o resultado da potência de atrito retirada da potência indicada, isto é, a potência que o motor produziu, menos a que ele próprio gastou. Também é ela que está disponível na ponta do virabrequim. Quando se trata de preparação automotiva, aumentar a potência efetiva é o nosso propósito, para tal precisamos: Aprimorar a entrada de energia no motor, aumentando a potência indicada, fazendo com que o cálculo de potência tenha um resultado melhor uma vez que a potência de atrito é igual.

Diminuir a potência de atrito, dessa forma subtraímos menos da potência indicada e melhoramos nosso resultado de potência efetiva. Para saber mais sobre preparação automotiva cadastre-se em nossa newsletter, toda semana tem post novo. Acompanhe também as nossas redes sociais, lá postamos semanalmente os serviços realizados por nossos profissionais. Para orçamentos ou maiores informações, entre em contato conosco e agende uma visita.


POST EM DESTAQUE