Andar com o tanque na reserva prejudica o carro?

Especialistas afirmam que sim! Trafegar com o tanque sempre na reserva pode prejudicar seriamente o veículo, principalmente os mais antigos, fabricados antes do ano 2000.

Engana-se quem pensa que adiar o quanto puder o abastecimento vai estar economizando. O veículo que roda sempre na reserva pode sofrer grandes panes no sistema, gerando grandes custos de manutenção e muitas vezes deixando-o na estrada. Sendo assim, o ideal é dirigir nessas condições somente em situações de emergência. Instruções dos fabricantes Os fabricantes indicam no manual de instruções de todos os veículos que nunca se deve transitar com o tanque na reserva. Para veículos de médio porte, por exemplo, é essencial deixar ao menos ¼ de combustível no tanque, ou seja de 15 a 20 litros no mínimo. Veículos antigos Nos veículos fabricados antes do ano 2000 o estrago por andar com o tanque na reserva pode ser ainda maior, já que eles possuem a bomba de combustível inserida no tanque e ao trabalhar a seco ela pode superaquecer ou até mesmo queimar. E todos sabemos que no momento que a bomba para de trabalhar o motor fica sem força para funcionar corretamente. Lembrando que nos veículos mais novos esse problema de superaquecimento não existe, pois a bomba encontra-se próxima do motor e não dentro do tanque como nos carros mais antigos. No entanto, também não é recomendado transitar com o tanque sempre na reserva, afinal de contas, se a gasolina acaba o veículo para na mesma hora. Entupimento da bomba O entupimento da bomba é mais um sinal de que o tanque vazio pode prejudicar o carro, aliás esse é um problema muito comentado pelos mecânicos, pois quando o tanque está com o nível de combustível muito baixo a sujeira acumulada acaba sendo sugada pela bomba. É evidente que o filtro de combustível serve justamente para impedir que essa sujeira chegue à bomba. No entanto, quando se transita sempre com o tanque na reserva, a poluição vai se acumulando e o filtro muitas vezes não consegue impedir a passagem de toda essa fuligem, ocasionando no entupimento da bomba, que por sinal, é uma manutenção cara e que muitas vezes leva um tempo considerável. Quais problemas o tanque vazio pode ocasionar? Para muitos motoristas a prática parece sem importância, mas ela pode causar sérios prejuízos, como: Pane no sistema, onde o carro para de funcionar totalmente, problemas na bomba de combustível, na partida do carro e entupimento de bombas e filtro de combustível. Como evitar os problemas do tanque vazio? A resposta é tão evidente quanto a pergunta, isto é, abastecer o veículo sempre antes do nível de combustível ficar inferior a ¼ do tanque e nunca transitar com ele na reserva. Independentemente se você roda todos os dias com o carro ou não, é essencial manter o tanque pelo menos na média de 15 a 20 litros. Assim, os riscos de algum problema acontecer se limitam a zero. Abastecer sempre em um posto de confiança também é importante, pois quando o veículo está na reserva e com combustível de origem duvidosa as chances de algum problema acontecer só aumentam, já que um combustível de má qualidade adicionado a poluição que já está no fundo do tanque pode ser altamente prejudicial ao veículo. Experimente ler também: 5 dicas para ajudar você a economizar combustível.


POST EM DESTAQUE