Tipos de combustíveis: Você conhece todas as opções disponíveis nos postos?

Existem vários tipos de combustíveis disponíveis hoje nos postos com preços variados. Mas afinal, qual a diferença e pra que serve cada um deles? Confira o nosso post e descubra qual o mais indicado para o seu veículo!

Gasolina comum

Com um percentual obrigatório de 27% de etanol anidro na composição, é o principal combustível para veículos de passeio do Brasil. A gasolina, além de ser derivada do petróleo, lança na atmosfera gases que causam danos ao meio ambiente. A sua queima gera resíduos que grudam nas válvulas de admissão do motor, o que pode prejudicar o funcionamento correto do veículo, podendo aumentar o consumo. Ela é vendida com coloração natural, de incolor a amarelada.

Gasolina aditivada

Nada mais é que a gasolina comum com detergentes dispersantes que ajudam na limpeza e aditivos que auxiliam na lubrificação dos componentes e desempenho do motor. Para quem não costuma utilizar sempre, é recomendado que abasteça com aditivada a cada três ou quatro tanques, pois além de auxiliar na limpeza do motor, também gera economia de combustível e deixa o carro menos poluente. Apresenta coloração esverdeada por conta dos corantes que recebe para distinção visual.

Gasolina premium

O uso desse combustível é aconselhado para esportivos de luxo, que são veículos potentes e com uma alta taxa de compressão. Por ser um combustível de alta octanagem deve ser usado por automóveis de alta performance que conseguem identificar esse combustível, oferecendo mais desempenho, maior autonomia e melhor aproveitamento do potencial do motor. Em veículos normais ela vai funcionar como gasolina comum, o único benefício são os aditivos. Possui uma tonalidade alaranjada e 25% de etanol anidro, uma porcentagem menor comparada com a comum, que tem 27%.

Gasolina formulada

Produzida com derivados de petróleo, combustíveis que são misturados para se encaixar nas normas da ANP, é uma gasolina mais barata que dentro dos padrões e com princípios similares ao da gasolina comum, não ocasionará nenhum dano ao veículo. Porém, se produzida com matérias primas não equilibradas podem deixar a gasolina nos piores limites de densidade, fazendo com que o veículo consuma mais. Se estiver fora dos padrões também poderá ocorrer a rápida vaporização da mesma, formação de depósitos e dificuldade de partida a frio. Na coloração não tem como perceber se a gasolina é formulado, porém, os postos são obrigados a comunicar os clientes.

Etanol

O etanol hidratado com aparência límpida e incolor é o que encontramos nos postos, trata-se de uma mistura de álcool e água com uma quantidade mínima de etanol de 94,5%. É produzido no Brasil a partir da cana-de-açúcar, pois segundo a ANP, apresenta mais energia e economia dos que outros vegetais. O etanol proporciona um aproveitamento maior de potência do motor, porém, por gerar menos energia é consumido mais rapidamente, fazendo com que só seja vantagem abastecer com etanol quando o litro custar até 70% do valor da gasolina.

Etanol aditivado

Possui aditivos que proporcionam a limpeza e proteção dos bicos e sistema de injeção. Mas, apesar de ter anticorrosivos e agentes que diminuem o atrito entre as peças que se movem do motor, o etanol aditivado não possui nenhuma vantagem, pois os automóveis flex já são produzidos com peças de proteção anticorrosiva. Portanto, não irá prejudicar o veículo, mas, também não trará benefícios.

GNV (Gás Natural Veicular)

Com o metano como elemento principal, o GNV é o combustível mais barato do mercado e o que menos prejudica o meio ambiente. Misturando o menor gasto por km rodado com GNV e o menor custo se comparado ao álcool e à gasolina, é possível alcançar uma economia de até 60%, segundo a BR Petrobras. Mas, apesar de ser econômico e possuir um baixo custo, ele não funciona tão bem em veículos adaptados, o ideal é utilizá-lo em automóveis que foram criados especialmente para o GNV.

Diesel

Ao contrário do que muitos pensam, o combustível mais vendido no Brasil não é a gasolina, mas sim, outro derivado do petróleo, o Diesel. Ele possui um alto rendimento energético em sua combustão, elevando a autonomia do veículo e fazendo com que consuma menos. No Diesel, a emissão de dióxido de carbono (CO2), gás responsável pelo efeito estufa, é menor do que na gasolina. O diesel S-500 possui coloração vermelha.

Diesel S-10

Com muito menos poluentes que o S-500, o Diesel S-10 é apropriado para as novas tecnologias de controle de emissões dos motores a diesel, que começaram a ser fabricados em 2012. Segundo a BR Petrobras, o S-10 proporciona a redução das emissões de material particulado em até 80% e de óxidos de nitrogênio em até 98%. É incolor ou amarelado, podendo modificar para marrom ou alaranjado devido à coloração do biodiesel e é um pouco mais caro do que o comum. Os veículos pesados que seguem as emissões P7, nova fase do Programa de Controle da Poluição do Ar por Veículos Automotores (Proncove), têm que abastecer apenas com o S-10. Já veículos de gerações anteriores, podem também utilizar, porém os ganhos são limitados.

Diesel aditivado

Possui aditivos como detergentes dispersantes, anticorrosivos e anti-espumantes que trabalham durante o abastecimento, diminuindo o tempo de espera e assegurando o enchimento completo do tanque. É vendido pelas companhias de petróleo com nomes comerciais diferentes e com preço maior, podendo ser achado como S-500 ou S-10.

Diesel Premium

Conta também com aditivos multifuncionais que oferecem um desempenho maior e mais proteção para o motor. De acordo com a BR Petrobras, esse tipo de diesel oferece um número maior de cetano (hidrocarboneto que mede a qualidade da ignição do óleo diesel), se comparado a outros tipos, possui mínimo de 51, enquanto o S-10, por exemplo, aponta mínimo de 48. Resultando assim em uma melhor capacidade de ignição e desempenho do veículo, alcançando menos tempo na retomada de velocidade.

Gostou do nosso post? Ainda tem alguma dúvida ou sugestão de novos assuntos para abordarmos aqui? Escreve pra gente nos comentários, é sempre um prazer respondê-los!

#Gasolinacomum #Gasolinaaditivada #Gasolinapremium #Gasolinaformulada #Etanol #Etanoladitivado #GNVGásNaturalVeicular #Diesel #DieselS10 #Dieseladitivado #DieselPremium #desempenho #benefício #gasolinamaisbarata #BRPetrobras

POST EM DESTAQUE